Qual mensagem te convence?


Salmo 36


Qual mensagem te convence?

A da morte, ou da vida que a vence?


Estamos diante de um salmo que retrata a maldição da alienação de Deus, e a benção da comunhão com Ele.

Nós o encontramos entre os entre os Salmos de confiança. A confiança da decisão de a quem entregar a direção e os cuidados de sua vida.


Em sua construção, assim ele se estrutura:


1. Um retrato do perverso(v. 1-4)

2. Declaração de quem é Deus(5-9)

3. e como Ele cuida dos seus(v. 10-12).


A primeira parte (os v. 1 a 4), tem duas divisões.


Os v. 1-2 revelam os desejos secretos do ímpio, ou seja, que ele tem no coração, a falta de temor a Deus (não toma conhecimento dele), pois ele se rende a viver vida ímpia. Neste conjunto, o modo de usar os olhos é repetido duas vezes. Lembramos que Jesus fez referência aos olhos, como registrado em Mt 6.22,23:


“Os olhos são a lâmpada do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz. Mas se os seus olhos forem maus, todo o seu corpo será cheio de trevas. Portanto, se a luz que está dentro de você são trevas, que tremendas trevas serão!”


Os v. 3-4 evidenciam as ações deste ímpio. Ele extravasa maldade com sua boca, se recusa a fazer o bem, e se entregou ao caminho do mal, da perdição. O perverso ouve a voz do pecado com a mesma atenção que o profeta ouve a voz do Senhor, ou seja, da a ela toda autoridade. Não tem descanso, até de noite vai maquinando como se especializar no mal.

Tem uma ideia ilusória de liberdade, quando, na verdade, está completamente dominado pelo seu deus: o pecado.


Até porque o apóstolo Paulo nos lembra em Rm 6.12: “Quem pratica o pecado é escravo do pecado.” O v. 12 descreve o fim, o resultado desta opção de vida!


O segundo bloco do salmo (v. 5-9), descreve as virtudes e ação amorosa de Deus. Então nos perguntamos: Por que os atributos de Deus são apresentados logo após a descrição do ímpio, daquele que despreza a Deus?


A resposta é que, em contraste com a superficialidade da vida do ímpio, agora nos é apresentada a oferta divina, a qualidade por ele oferecida. Então observe só:


O v. 5 é como um convite : Olhe para o alto, veja além das nuvens, para ter a dimensão da misericórdia, da bondade amorosa de Deus que vai até os céus, e sua fidelidade além das nuvens. O Pai tem de sobra para dar e repartir. Retrata o coração sem tamanho de Deus!

Então eu pergunto: o seu coração, que tamanho tem? O que segue a Jesus é chamado a amar, aliás, a marca de ser de Jesus é o amor que dedicamos a Ele e uns aos outros.


Observe agora o v.6 : A justiça de Deus é como os altos montes, seus juízos - seu modo de decidir, conduzir - como um grande abismo(insondáveis, quem os vai compreender?). Agora, presta atenção nesta sequência: O Senhor preserva(O verbo no hebraico é yasha, sentido mais profundo é salvar!). O preservar de Deus é salvador, cuidador!


Chegamos no v. 7. Quão excelente, quão sem igual, Como é preciosa ó Deus, a tua misericórdia. Esta virtude já foi mencionada no v. 5, podendo ser traduzida por “bondade amorosa”. E se repetirá ainda no v. 10. Na segunda parte, o versículo 7 traz esta bela descrição: “os filhos dos homens colocam sua confiança, buscam refugio na sombra de tuas asas.” Você já teve oportunidade de observar o modo como uma galinha protege os que buscam socorro em suas asas?


Detalhe: Não há requisito nenhum, este abrigo está aberto para todos os filhos dos homens, todas as pessoas. O criador está de braços abertos para acolher os que buscam socorro.


E então, a oferta se amplia, observe o v. 8:

“São abundantemente satisfeitos com a abundância da tua casa;

E lhes dás de beber do teu rio de delicias.”


Você tem ideia do que está retratado aqui, com esta segunda parte da sentença? Nada mais nada menos que o jardim do Eden. Vejam que profundo isto. O salmista resgata, nesta simples palavra, aquilo que foi perdido com o pecado, e aponta para o que ansiamos na eternidade! Mas é possível, na oferta divina, viver certa dimensão desta realidade no presente! Enquanto o ímpio decide afundar sua vida no afastamento de Deus, o Senhor, em sua bondade amorosa, abre o melhor que Ele tem a oferecer para aqueles que se aproximam dele. E que satisfação, que realização.


Quem vive junto de Deus, como seguidor, servo, vivencia esta plenitude.


E o verso seguinte coroa esta descrição:


v. 9: “Pois em ti está a fonte de vida

Na tua luz vemos a luz.”


Este belo versículo remete a criação, quando Deus disse, conforme o relato do inicio de Gênesis: “Haja luz”, e toda a natureza, todo o universo resplandece em luz, a glória de Deus. Mais do que isto, a luz é realmente a fonte de vida que envolve toda a criação.


Como toda a criação depende da luz, mais ainda nós, dependemos da luz de Deus resplandecendo em nossas vidas.


Na Biblia encontramos diversas referencias à luz como fonte de vida, e não é sem razão que chamamos o ato do parto como dar à luz, ver nascer uma vida.


Mas, em qual luz de Deus vemos a luz?


João, em seu evangelho, nos ajuda. No capitulo 1 de seu evangelho, ele declara: Ele, Jesus, era a luz que veio ao mundo e ilumina a todo homem.


Portanto, Jesus, o príncipe da vida, o ressurreto, é a fonte de vida. Canta o Asaph: Tu és a fonte de vida, o centro de todas as coisas!


E Jesus ainda afirmou: Eu sou a luz do mundo, quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida (João 8.12). A sua mensagem, sua vida, sua ação, é a que vence as trevas. Jesus, a palavra de Deus tornada gente, nos dá direção em nossa caminhada.


Você tem buscado nele esta direção?


Qual a mensagem que te convence?

A da morte, ou da vida que a vence?


A vida é Jesus. A fonte de vida é Jesus. A luz da vida é Jesus.

Eis a essência de nossa reflexão.

Seguir a Jesus é ter a alma saciada, realizada, em paz.


Vida? Eu a tenho em Jesus. Nada mais quero além de tua presença, do prazer de tua companhia, Senhor.


E é o que o Senhor, generoso hospedeiro, mais quer: nos acolher à sombra de suas asas. Ao apresentar este quadro da amorosa bondade, profunda justiça e fidelidade do criador, é como que o salmista estivesse dizendo:


Sim, em Jesus há a vida, e vida em plenitude, profunda realização e satisfação. A pessoa é saciada.


Você crê nisto? Você já vive isto? Vá na direção destas asas acolhedoras, desta bondade amorosa, desta agua da vida, desta luz fonte da vida. A vida plena. Vida eterna.


Deixe-se convencer pela mensagem da vida em Jesus! Seja um seguidor de seus passos. Viva o discipulado.


Caminhando com a Palavra. Caminhando com Jesus.

P. Oscar Elias Jans

14 visualizações

Capacitações

- Discipulado & Mentoria
- Liberdade em Cristo
- Mentoria Avançada
- Sabedoria do Lar

Redes Sociais

Acompanhe

Mulheres Mentoras

nas redes sociais:

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Contato

Rua Moisés Salomão, 76
Apartamento 103

Catalão-GO

CEP 75703-030

Tel: (61) 99939-4185

© 2019 - Mulheres Mentoras