Mentoria, uma experiência relacional

Por Ilaene Schüler e Daniel Vargas


Transformação faz parte da obra de santificação que o Espírito Santo efetua na vida de cristãos. É um processo de mudança contínua que só chegará a se completar quando aparecermos diante do Senhor.


Josué tinha Moisés, Eliseu tinha Elias, e os discípulos tinham o Mestre. Neste processo contínuo de transformação precisamos de pessoas que nos desafiem a crescer e para quem prestamos contas quanto a nossos compromissos e sonhos. Com isso podemos melhor servir a outros, estender os propósitos de Deus no mundo, crescer em santidade e reproduzir a vida de Cristo e seus propósitos em outras pessoas.


Muito do processo de mentoria tende a lidar com o que diz respeito a nossos sonhos e propósitos de Deus para nossa vida em cada fase que vivemos. Na mentoria nossa tarefa é descobrir qual o convite que Deus está fazendo para nos juntarmos a Ele naquilo que está prestes a fazer. Essa é a peculiaridade da mentoria.


Como poderia um mentor ajudar você no processo de identificar e abraçar a incumbência que Deus lhe deu?


E como você poderia encontrar sentido e significado em ajudar outros a fazer o mesmo, sendo um mentor?

Existem várias estratégias para crescimento pessoal e desenvolvimento de liderança. Essas diferentes abordagens têm as suas particularidades, mas a sua distinção muitas vezes não é clara, pois em muitos casos são interdependentes e interligadas. Elas têm como meta ajudar no desenvolvimento das pessoas, de sua vida pessoal e ministerial.


Queremos destacar algumas estratégias: Psicoterapia individual ou em grupo, Grupos terapêuticos, Aconselhamento, Coaching, Mentoria.


Quando pensamos em crescimento, precisamos pensar em intencionalidade. A mentoria provoca um crescimento intencional e não acidental e é estabelecida com a finalidade de crescimento e de alcançar o potencial pessoal. Idealmente, a relação entre mentor e mentoreado é intencional e significativa.


Mentoria é uma experiencia relacional na qual o mentor impulsiona o mentoreado para o seu desenvolvimento dentro dos propósitos de Deus.


Todo processo de mentoria verdadeira e profunda, se baseia em relacionamento de transparência e interdependência. Um relacionamento confiável, sentindo-se protegido e seguro para fazer novas escolhas. Esta relação se expressa num processo gradativo de influência de um líder na vida de outros líderes. (Cf.2 Tm 2.2).

Nas relações de ajuda percebe-se que os dois fatores que mais têm sido obstáculos para que as pessoas vivenciem cuidado são a falta de confiança e a vergonha.

A vergonha pode ser o medo de não ser aceito no grupo ou relacionamento, pois poderia haver algo sobre eles que se outras pessoas vissem ou soubessem fará com que eles não mereçam fazer parte deste grupo ou relacionamento.


Os conceitos sugeridos pelo Analista Transacional Eric Berne, de Permissão, Proteção e Potência são adequados para serem utilizados nas relações de discipulado e mentoria nos Grupos. As pessoas precisam de Permissão para aceitar suas emoções, incertezas e medo. Permissão é um conceito de uma abordagem da psicologia, Análise Transacional, que diz respeito à uma autorização interna para pensar/sentir/agir de maneira saudável e produtiva de acordo com seus desejos e necessidades.

Da mesma forma as pessoas precisam de alguém o grupo potente em quem possa confiar, para entregar-se ao processo que está vivenciando. A Proteção é dada ou oferecida pelo Líder Facilitador com o apoio do grupo quando diz: "Não se preocupe, nós apoiaremos e cuidaremos de você, quando estiver assustado, com vontade de chorar, gritar". “Você está num lugar seguro onde pode expressar-se ou acessar suas dores, estamos com você.” “Vamos caminhar com você neste seu processo de mudança.”


O mentor ou Líder Facilitador que oferece Proteção cria um ambiente no qual as pessoas se sentem livres para mudar e crescer.

Quando o mentor, Líder Facilitador ou alguém do Grupo fala de suas próprias vulnerabilidades está dando Permissão para os demais do Grupo a se apresentar como são, sem máscaras e oferecendo a Proteção necessária para esta expressão de suas fragilidades. Ao fazê-lo, também comunica que entende que ele como mentor ou o Grupo é Potente o suficiente para ouvir e ajudar no processo. O mentor ou Líder Facilitador que é Potente demonstra competência, produz e inspira os outros a cooperarem no processo de mudança que a própria pessoa ou as pessoas do grupo estão vivenciando.

O papel do mentor na relação de mentoria é de vital importância. Hendricks em seu Livro Como o Ferro afia o Ferro (Editora Vida), indica que a maioria das pessoas tem mais para oferecer do que imaginam e indica dez características de um mentor:

  1. Parece ter o que você precisa.

  2. Cultiva relacionamentos.

  3. Está disposto a dar uma oportunidade a você.

  4. É respeitado por outros cristãos.

  5. Tem uma rede de recursos.

  6. É consultado por outros.

  7. Fala e ouve.

  8. É coerente no seu estilo de vida.

  9. É capaz de diagnosticar suas necessidades.

  10. Está preocupado com os interesses do mentoreado.

Na relação de mentoria o mentoreado por trazer demandas a partir de diferentes áreas da sua vida. Conforme 1 Timóteo 4.12-16 podemos identificar algumas áreas onde cada mentoreado deve ser capacitado a cuidar e desenvolver:


  1. Cuide do seu coração - V. 12a - “Ninguém o despreze pelo fato de você ser jovem”.

  2. Cuide do seu caráter - V. 12b - “mas seja um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na pureza.”

  3. Cuide do seu chamado – V. 13 - “Até a minha chegada, dedique-se à leitura pública da Escritura, à exortação e ao ensino”.

  4. Cuide dos seus dons – V. 14 - “Não negligencie o dom que lhe foi dado por mensagem profética com imposição de mãos dos presbíteros”.

  5. Cuide do seu crescimento – V. 15 - “Seja diligente nessas coisas; dedique-se inteiramente a elas, para que todos vejam o seu progresso”.

  6. Cuide dos pontos fracos/críticos – V. 16 - “Atente bem para a sua própria vida e para a doutrina...”.

  7. Cuide do seu ritmo – V. 16 - “perseverando nesses deveres...”

  8. Cuide do impacto que você causará – V. 16 - “pois, agindo assim, você salvará tanto a si mesmo quanto aos que o ouvem...”.

Para experimentar desenvolvimento em sua vida e ministério e necessário se tornar focalizado, determinado, dedicado. As mudanças em nossa vida começam a acontecer quando passamos a ser honestos conosco mesmo.


Vivencie mentoria em sua vida, e seja mentor de outros. Crescimento intencional e não acidental!


Ficou curioso para saber mais sobre o assunto?

Assista à live Tempo de Mentoria e acompanhe o bate-papo com Ilaene Schüler e Daniel Vargas, coordenadores de Homens Mentores e Mulheres Mentoras. Acesse também os diversos recursos explicativos em nosso blogue.

0 visualização

Capacitações

- Discipulado & Mentoria
- Liberdade em Cristo
- Mentoria Avançada
- Sabedoria do Lar

Redes Sociais

Acompanhe

Mulheres Mentoras

nas redes sociais:

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Contato

Rua Moisés Salomão, 76
Apartamento 103

Catalão-GO

CEP 75703-030

Tel: (61) 99939-4185

© 2019 - Mulheres Mentoras