Bogotá sedia Retiro de Líderes e Colíderes de Discipulado e Pastoreio de Pastores

Atualizado: Abr 21

Promovido por David Kornfield, evento teve especial foco na América Latina e contou com a participação de Ilaene Schüler, coordenadora de Mulheres Mentoras/Sepal



Por Cleiton Oliveira


Entre os dias 29 de outubro e 1 de novembro, a cidade de Bogotá, na Colômbia, sediou o Retiro de Líderes e Colíderes de Discipulado e Pastoreio de Pastores, evento promovido por David Kornfield, como coordenador do Grupo de Trabalho de Pastoreio de Pastores da Aliança Evangélica Mundial (WEA). Projetos voltados ao pastoreio e cuidado intencional de líderes estão sendo desenvolvidos em três países africanos, Angola, Gana e Burkina Faso, e em plena expansão na América Latina.


Ao todo, líderes de nove países latino-americanos compareceram ao evento, representando as seguintes bandeiras: Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, República Dominicana e Venezuela. Do Brasil, tivemos a presença de Ilaene Schüler, coordenadora do ministério Mulheres Mentoras/Sepal.


Com o objetivo de criar sinergia entre os países, o retiro teve como principal foco fomentar o avanço do ministério de discipulado e pastoreio de pastores na América Latina e torná-lo um movimento estabelecido em diferentes países do continente. Dentre as atividades programadas, cada participante pôde acompanhar momentos de reflexão, pequenos grupos para a partilha de vivências, atividades práticas e plenárias, aprofundando-se em assuntos importantes para a vida e ministério. A Parábola do Semeador foi um dos temas de estudo e trouxe insights desafiadores para as lideranças.


Expansão


Ilaene Schüler e David Kornfield

Durante o retiro, Ilaene apresentou os projetos que Homens Mentores e Mulheres Mentoras assessoram no Brasil. Atualmente, ela e seu esposo, Daniel Vargas, desenvolvem projetos de discipulado e mentoreamento de pastores e cônjuges com seis denominações. Apenas em 2019, mais de 3.200 pessoas participaram das capacitações ministradas. A projeção para 2020 é que o número ultrapasse o marco de 6 mil pastores, pastoras e cônjuges em grupos de discipulado e mentoria. “Foi uma grande alegria compartilhar nossa experiência com os líderes hispanos. Aprendi muito ao perceber como Deus, de forma criativa, tem levantado esse movimento em vários países. Queremos trabalhar em conjunto no desenvolvimento de projetos voltados especificamente para o cuidado de pastoras e esposas em cada país, de acordo com sua realidade”, diz.


No que se refere aos desafios da igreja latino-americana em seu engajamento na pregação do evangelho e na prática do discipulado, Ilaene elucida a tensão entre a necessidade de a igreja ser mais voltada para as pessoas e menos para as estruturas eclesiásticas e físicas. “Precisamos estar atentos às necessidades dos líderes, de seus cônjuges e de sua família. É tempo de refletir sobre a importância do cuidado intencional, do mentoreamento e do discipulado, para que os líderes possam ser efetivos e plenos em seus ministérios, atuando de forma saudável emocional, espiritual e fisicamente”.


Impacto positivo


Freddy Dávila, secretário geral das Assembleias de Deus da Venezuela e coordenador nacional do Pastoreio de Pastores para essa denominação, comenta que se sentiu desafiado a colocar em prática de forma pessoal as lições aprendidas. As reflexões sobre a Parábola do Semeador o comoveram de modo especial. “Fui edificado e capacitado no profundo de meu coração. Entendi que um líder com coração saudável forma líderes saudáveis. Uma pessoa com coração bom atrairá os demais”, afirma.


Munir Eduardo Chiquíe, pastor, diretor da Bright Hope Bolívia, membro integrante do MAPI em seu país, destaca o fortalecimento dos vínculos entre os participantes como um ponto alto do retiro. Além disso, diz que gostou de acompanhar a apresentação do que está acontecendo em cada país, já que isso permitiu a troca de ideias, experiências e estratégias. “Tivemos a clara compreensão de que falamos o mesmo idioma, temos o mesmo DNA e o mesmo sentir em relação ao que Deus está fazendo”.


Para Pedro Pascual Paredes, pastor da Igreja Batista, em Assunção, Paraguai, e coordenador do movimento de Pastoreio de Pastores no país, o retiro foi um tempo para receber nutrientes espirituais baseados na Palavra de Deus. Conforme afirma, muitos desafios surgiram a partir do estudo dos quatro solos, narrados na Parábola do Semeador. A reflexão também viabilizou o uso de ferramentas de avaliação, aplicação e planejamento que serão benéficas em seu exercício como líder. “O retiro foi um encontro caloroso, repleto de companheirismo, amizade, encontros divinos, apoio mútuo e muita motivação para avançar”, comenta.


Ao falar do impacto do evento, David Kornfield citou o lançamento da Década do Discipulado, uma ação da Aliança Evangélica Mundial (WEA), iniciativa pela qual se sente profundamente entusiasmado. Além disso, compartilhou a importância desse tempo de união e troca entre a equipe: “O retiro de líderes é o ponto alto do meu ano, pois é o único momento em que todos estão juntos. Creio que esse encontro permitiu uma profunda ministração ao coração de todos, aclarando e desenvolvendo sua visão e prática em relação ao discipulado e ao pastoreio de pastores”, conclui.


Além dos retiros, o ministério coordenado por Kornfield também promove um Summit Latino-Americano que já teve duas edições, em 2015 e 2018. A próxima edição deve acontecer em março de 2021. •


Leia também:

Seja mentor da próxima geração

A importância do mentor e os benefícios da mentoria

Estabelecer prioridades na vida e no ministério: uma tarefa necessária

0 visualização

Capacitações

- Discipulado & Mentoria
- Liberdade em Cristo
- Mentoria Avançada
- Sabedoria do Lar

Redes Sociais

Acompanhe

Mulheres Mentoras

nas redes sociais:

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Contato

Rua Moisés Salomão, 76
Apartamento 103

Catalão-GO

CEP 75703-030

Tel: (61) 99939-4185

© 2019 - Mulheres Mentoras